O trovador bêbado

O fato é que agora
Sentado no quarto
Pena em mãos
Garrafas vazias
Atiradas ao chão
Sinto um conforto
Também nostalgia
E somente esses versos
Me fazem companhia
E então percebo
Com grande alegria
A falta que e fazia
A danada da poesia
Anúncios